Apollo 11: o homem foi à Lua

Neste mês faz 47 anos que o primeiro homem pousou na Lua e, ainda hoje, tem gente que acredita em teorias de conspiração de que isso é uma fraude. Vejamos como podemos desfazer estas teorias com alguns argumentos simples.

Os soviéticos nunca negaram
Os norte-americanos só foram à Lua porque havia uma forte disputa com os soviéticos, denominada Corrida Espacial. Os soviéticos também queriam descer astronautas na superfície lunar, mas seus protótipos Nositol 1, foguetes equivalentes ao Saturno V, explodiram antes de se tornarem operacionais. Os soviéticos já haviam pousado sondas e colocado satélites ao redor da Lua diversas vezes antes dejulho de 1969. Enquanto os astronautas da Apollo 11 pisavam na Lua, havia uma sonda soviética em órbita: a Lunik 15. Esta espaçonave colidiu com a Lua poucas horas antes do módulo lunar decolar. Anos depois os soviéticos continuaram pousando e orbitando a Lua sem nunca levantar dúvidas quanto à veracidade do pouso. Imagine o prazer que teriam em revelar uma farsa destas.

As fotos dos lugares de pouso
Os Módulos Lunares (LEM) eram constituídos de dois estágios. Ao decolar deixaram um módulo de descida na superfície lunar. Estes módulos têm sido fotografados pelas sondas espaciais mais modernas diversas vezes confirmando os locais de pouso. Em algumas fotos podemos ver os rastros de pegadas dos astronautas e até os Rovers Lunares (LRV).

O espelho laser deixado na superfície lunar
As missões Apollo 11 e 14 (esta última em fevereiro de 1971) deixaram na superfície lunar refletores que permitiram medir a distâncias da Terra à Lua através de flashes de laser enviados da Terra. Os resultados foram totalmente compatíveis com os obtidos pelos refletores a bordo do rovers soviéticos Lunokhod 1 (novembro de 1970) e Lunokhod 2 (janeiro de 1973).

As rochas trazidas da Lua
Mais de 600kg de rochas lunares foram trazidas à Terra pelas missões Apollo (EUA) e Luna (URSS), que batem muito bem com os meteoritos atribuídos à origem lunar. Inclusive um mineral inédito na Terra foi encontrado nestas rochas ‒ a armalcolita (nome homenageando os três astronautas da missão: Armstrong, Aldrin, e Collins).
Mas as pessoas gostam de teorias mirabolantes. Bons exemplos disso estão nestes filmes: Capricórnio One e Apollo 18.