Nasce um novo Museu do Universo

Inaugurado em 2003, o Museu do Universo difunde a Astronomia e as ciências afins para, aproximadamente, 180.000 estudantes das redes pública e particular de ensino, e para o público em geral, anualmente. Com cerca de 60 experimentos interativos, vem proporcionando ao público uma experiência de conhecimento da Astronomia lúdica e dinâmica.

Após quase 15 anos de sua inauguração, parte do espaço passará por uma atualização dos seus experimentos interativos, permitindo ao público uma experiência de visitação mais rica, através do acesso aos dispositivos digitais touchscreen e aos novos aplicativos digitais desenvolvidos especialmente para o projeto.

Viabilizada por meio de convênio com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC), a iniciativa visa tornar o visitante o protagonista da sua própria visita. A reforma contempla ambientes com postos que possibilitam uma experiência individual. Dessa forma, em cada espaço temático, no mínimo 16 pessoas terão acesso às informações sobre um determinado assunto. O tema geral do espaço é A Terra e seus movimentos, Espaço e Tempo

No ambiente A Terra em Movimento, 16 visitantes poderão explorar, simultaneamente, em telas de 21”, conteúdos e conceitos interativos referentes às Fases da Lua, Eclipses, Estações do Ano, Movimento Aparente do Sol e Marés. Nessa área, o visitante poderá, ainda, consultar a Carta de Mercator, que mostra a disposição dos planetas no céu numa data específica.

Outro ambiente, também com 16 monitores, abordará o tempo. Com o título de Que Horas São?, a área trará informações sobre a medição do tempo, fusos horários e a localização de um ponto na superfície da Terra usando informações astronômicas.

O projeto contempla, ainda, a área Telescópios, onde os visitantes poderão assistir, em uma projeção holográfica, o astrônomo Galileu Galilei falando sobre a origem e a evolução dos telescópios. O palco holográfico estará em um ambiente fechado, de iluminação controlada para permitir uma maior imersão, e poderá acomodar até 20 visitantes sentados, em cada exibição.

Os principais astrônomos, seus precursores e sua influência no desenvolvimento da Astronomia terão um posto totalmente dedicado às suas teorias. O espaço Astronomia Ontem e Hoje possibilitará ao visitar conhecer, em formato de linha do tempo, a história da astronomia e a colaboração de grandes astrônomos, físicos e matemáticos para o desenvolvimento dessa ciência.

Um outro ambiente de imersão será dedicado à Cosmologia. Nele, o público assistirá a uma apresentação multimídia percorrendo a evolução do pensamento humano quanto às diversas visões do mundo, das cosmogonias até a cosmologia científica, passando pelos modelos cosmológicos mais conhecidos (Geocentrismo, Heliocentrismo e o Universo sem centro do Big Bang).

Durante o projeto de reformulação, o Planetário da Gávea estará funcionando com horários especiais. Clique aqui e confira.